domingo

cores do amor no mar


Ah! como supor dor no amor
sempre o vejo entrelaçados a cores
um céu em que me perco a olhar
barcos que desejo ter
águas onde navegar
pra me levar
sem destino
não me quero abrigar
quero as cores desse céu a me cobrir
quero a maciez da água
no meu corpo ...
a me tocar
a leveza
para tocar-te
para além do mar
do mar...do sal...
sentir seu doce pulsar...
Fotógrafa Madalena Pestana

2 comentários:

  1. Vim agradecer sua visita em minha casa, adorei o seu cantinho com tão doces poesias.
    UM beijo
    Fica bem
    Furia

    ResponderExcluir
  2. Lindo este poema!
    Vou estar atenta ao seu blog...
    Beijos
    Aramis

    ResponderExcluir