sábado

meus olhos enxergam


olho
saio de mim
janela e espelho
mostra-me a vida
vida nascendo nos olhos
lume e fantasia
meu olhar é aparência do visto
em cores fortes
transformo você
óphis: minha sede
de ver e tocar
meus olhos
mensageiros de meu amor
desejo em cores fortes
faróis a me guiar
minha paixão é olhar.
Fotógrafo Sherca

quarta-feira

margem de meu rio


não quero fugir do destino
meu amor é o chão de minha liberdade
íntimo do meu coração
despedaça minha vulnerabilidade
enraiza o começo dos tempos
meu mundo, meu símbolos
denso projeto profundo
fora da caverna seguindo a luz
vou ao seu encontro
é a margem do meu rio.
Fotógrafo Carlos Tarrats

domingo

lógos de amor


vou à rua
procuro luz
talvez a diferença
na sua igualdade
busco o lógos
composição de fragmentos
de um amor
que completa
oposto se expõe
meus argumentos racionais
faz-me perder nessa luz
encontra-me na rua
torna-se meu mito
oculto para vive-lo
meu privilégio
amar-te
na rua
na luz
Fotografa Madalena Pestana

terça-feira

leve pena


como uma pena
desliza a lembrança
trazida pela fresca brisa
uma pena
cai
lentamente
como palavras que podemos confiar
uma pena
uma razão
uma pena que cai
docemente a seus pés
sem risco de magoar
sem risco de marcar
como uma pena
leve pena
desliza a lembrança
de te saber
de pé
defesa de instinto
sua liberdade, seu querer
leve pena
que me traz a brisa de você
Fotografa Madalena Pestana