terça-feira

leve pena


como uma pena
desliza a lembrança
trazida pela fresca brisa
uma pena
cai
lentamente
como palavras que podemos confiar
uma pena
uma razão
uma pena que cai
docemente a seus pés
sem risco de magoar
sem risco de marcar
como uma pena
leve pena
desliza a lembrança
de te saber
de pé
defesa de instinto
sua liberdade, seu querer
leve pena
que me traz a brisa de você
Fotografa Madalena Pestana

3 comentários:

  1. dizem que no amor as penas caídas são mau presságio... deixa voar a tua pena para longe... perde-a de vista mesmo que caia docemente sem magoar.

    ResponderExcluir
  2. Estivemos em sintonia! Também tenho uma pena que fala de um poema...


    Um beijo!

    ResponderExcluir