quarta-feira

margem de meu rio


não quero fugir do destino
meu amor é o chão de minha liberdade
íntimo do meu coração
despedaça minha vulnerabilidade
enraiza o começo dos tempos
meu mundo, meu símbolos
denso projeto profundo
fora da caverna seguindo a luz
vou ao seu encontro
é a margem do meu rio.
Fotógrafo Carlos Tarrats

3 comentários:

  1. a margem é sempre algo que nos aproxima e separa de algo.
    é o local de calma, de poesia, de refúgio e segurança...
    e o nosso destino, está para lá da margem do nosso rio.
    beijo

    ResponderExcluir
  2. A tua ajuda pode contar! Passa no meu blog. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. gostei bastante!!

    (fui ao Metro mas não me deixou comentar ooohhhhhh)

    beijos

    ResponderExcluir