domingo

amor-secreto


demasiada fria essa noite de outono
distâncias antigas vêem me cercar
uma tristeza sem forma
uma presença a me intimidar
querem arrancar você de mim
movo as mãos
não quero pensar
elaboro o barro como se moldasse
seu corpo em minha mesa
vozes lá fora
e eu mantenho escondido
o silêncio e a quietude sua
ninguém me verá morrendo de amor
só você, só a você darei a medida exata
dos gestos de minhas mãos molhadas
molhadas de você.
Fotografia de elcranc

2 comentários:

  1. Sabes que a magia deste lugar é diferente, como os poemas sitiados da tua sensibilidade...
    Por isso - e tão pouco temp tenho para tudo o que é tão BELO - o escolho para te deixar
    Aquele Abraço, ao nome que te chamaram...

    ResponderExcluir
  2. Palavras de sublime profundidade...


    Esta é a alma que voa de um Profeta
    Ao encontro do teu sentimento
    Este é o sal de alva espuma
    Que te ofereço e diadema de espanto…

    Olhos de alma, da tua alma
    Quero-os no cais da minha chegada
    Espero por ti em manto de ternura
    No encontro da minha caminhada


    Bom fim de semana

    Mágico beijo

    ResponderExcluir