domingo

a chave


se me deres a chave
abrirei o que está fechado
fecharei o que não deveria
estar aberto
fecharei a memória que magoa
abrirei o hoje, longe do alheio
perto da mão do amor
porque a primavera é agora
lugar sem fronteira
e as lágrimas podem ser
tranquilas lágrimas só de prazer
o meu amor quer abrir
suas terras
e vagar dentro de ti.
Fotografia de Renata Ludwig

8 comentários:

  1. Se me deres a chave abrirei o teu maravilhoso coração ao azul...


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  2. meu profeta

    a chave é sua...

    beijos doces

    della

    ResponderExcluir
  3. Se fosse só mandar fazer uma chave...

    ResponderExcluir
  4. fecharei a memória que magoa...

    uma premissa tão dificil de pôr em prática.

    um abraço

    ResponderExcluir
  5. fechar a memória

    mas sobretudo vagar:

    de va gar

    va g a r





    beijO

    ResponderExcluir
  6. Della,

    Com o tempo a chave certa abrirá...

    Beijinho e boa semana :)

    ResponderExcluir
  7. Porque estas varandas íntimas me comovem.
    Pelas palavras escorrendo,
    pelas fotografias tão bem combinadas...
    Deixo abraço amigo

    ResponderExcluir
  8. Total é a loucura do querer
    Breve é chama da doce paixão
    Total e insubmissa é a verdade
    Que emana do teu terno coração

    Sigo os passos da tua procura
    Queda-se teu corpo nu em melodia incompleta
    És instante da bondade dos Deuses
    O canto de uma ribeira que o sol desperta

    Um majestoso fim de semana



    Mágico beijo

    ResponderExcluir